top of page

Batucando no Carnaval: ritmos e sons da folia brasileira

Conhecido em todo o mundo, o Carnaval Brasileiro é único, espetacular e ritmado!

A maior festa do nosso País possui gêneros e melodias próprias da folia, muitas quebraram a barreira de fevereiro e viraram fenômenos atemporais. Quem nunca pulou ao som de “Sorte Grande” da Ivete Sangalo, “100% Você” do Chiclete com Banana ou “Ó Abre Alas” entoado em todos os bloquinhos da avenida?

Há vários anos, cantores e bandas disputam o título de “Hit do Carnaval”, cantando os mais diversos gêneros musicais que desfilam em avenidas, ruas apertadas e bares.

Hoje, apresentamos alguns gêneros essenciais para uma folia de qualidade! Muitos deles você pode replicar em ao e bom som com seu FSA, contagiando todo o espaço.

Marchinha

O mais tradicional, com a cara do carnaval de salão, as marchinhas datam de 1899 com “Ó Abre Alas” de Chiquinha Gonzaga, e são descendentes diretas das marchas populares portuguesas, além de sua característica marcante ser o teor satírico e apimentado das letras.



Axé

Genuinamente brasileiro e carnavalesco, o Axé é uma mistura de frevo, forro, maracatu, reggae etc, e tornou-se marca registrada do carnaval baiano. A palavra que dá título ao gênero, “Axé” é uma saudação iorubá que significa poder, energia e força utilizada para desejar votos de felicidade e boas energias. E essa descrição cabe muito bem para as músicas que envolvem multidões em coreografias elaboradas e elétricas desde 1980 em Salvador. Ivete Sangalo é um grande ícones do Axé!



Frevo


Fazendo o chão ferver, o frevo surgiu no Recife em meados do século XIX sendo derivado da marchinha, do maxixe e da capoeira. Com ritmo acelerado, as músicas envolvem até quem não sabe dançar, sendo compostas, em sua maioria, por instrumentos de corda e percussão.



Maracatu

Aliado à religião, o Maracatu é um ritmo típico de Pernambuco. Surgiu por volta do século XVIII e conta com a miscigenação musical das culturas portuguesa, indígena e africana. Os cortejos são comuns no carnaval, com o Baque Virado e o Baque Solto. O nome tem origem e outras duas palavras: maracá (instrumento musical) + catu (bonito).



Samba-enredo

Um grande símbolo brasileiro, o samba segue como o hino de Carnaval. O samba-enredo, como o próprio nome diz, é um samba que conta história. Sendo utilizado principalmente em desfiles de escola de samba, este sub-gênero do samba surgiu na década de 1930, sendo pensado durante todo o ano para ser a voz de todo o desfile, contando histórias de lutas sociais, reconstruindo lendas ou traçando retratos do povo e da cultura do Brasil. LIBERDADE, LIBERDADE, ABRE AS ASAS SOBRE NÓS é um samba-enredo que atravessa gerações.




Blocos de Carnaval


Além dos mais variados gêneros, ritmos e passos, nosso Carnaval também conta com os blocos. Aqui, o céu é o limite! Existem blocos tradicionais, blocos para crianças, de MPB, específico para mulheres e muitos outros. Cada capital brasileira conta com blocos de rua para a diversão de foliões adeptos a felicidade desta época. Chiclete com Banana é um exemplo de grupo que anima blocos pra lá de animados!



São nos blocos que são eleitos os “Hits do Carnaval”. Diversos artistas famosos disputam por seu espaço em bloquinhos, tendo um lançamento massivo de hits.


Mas os anônimos, com uma música bem construída ou, até mesmo, chiclete, também tem a sua chance. Como foi o caso de MC Loma, apresentada a todo o país quando sua música “Envolvimento” e seu clique caseiro fizeram sucesso em 2018.



Além de folia garantida, a festa popular brasileira é uma oportunidade de conhecer nossas diversas culturas e influências.

Qual será o ritmo do seu carnaval?


Conte com a nossa linha de percussão para turbinar sua diversão!

Acesse nosso site e escolha seu companheiro de folia.

コメント


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
bottom of page